MISSÃO

O nosso objetivo a longo prazo é fortalecer a nossa liderança estabelecida no mercado doméstico (dimensional e financeira) do negócio do forro do couro para calçado e, simultaneamente, consolidar a nossa posição alcançada com sucesso nos últimos 50 anos na vasta área europeia.

Em relação aos nossos mercados externos, recentemente conquistados, pretendemos desenvolver aprofundadamente a nossa presença e conquistar ainda mais quota de mercado.
Olhamos com bastante interesse e dinamismo, de forma permanente, para novas áreas de produção onde os fabricantes de calçado se concentram, e para cada área industrial onde a maioria da produção global está concentrada.

Maestranze

HISTÓRIA

O atual Presidente Romano Giordani fundou a CONCERIA TIRRENA em 1953 e, hoje, após mais de 60 anos de atividade, e uma transferência para a segunda e terceira gerações da Família Giordani, é uma das indústrias líder na Europa na venda de revestimentos e peles para calçado.

O espírito de iniciativa, que ainda hoje inspira o empreendedorismo na empresa, deu os seus primeiros passos após a II Guerra Mundial e logo antes do boom económico, na Torre San Patrizio (na província de Fermo, região de Marche). A empresa começou por comercializar revestimentos e peles de carneiro, na altura adquiridas nos poucos distritos de curtume existentes na área: os distritos de Milão, Verona/Vicenza e Campania/Avellino.

No início dos anos 60, a fábrica transferiu-se para Montegranaro (sempre na província de Fermo), no coração do distrito do calçado de Fermo (onde ficaria até ao início dos anos 90).

civitanova

É no despertar do impressionante boom do setor do calçado que se inicia o real crescimento da empresa (tanto a nível dimensional como a nível económico), e a empresa começa a operar a sua primeira fábrica para a conversão de produtos semiacabados e introduz na sua gama uma série de produtos derivados do porco, que rapidamente se tornariam os produtos de bandeira de todo o fornecimento do mercado.

Na década seguinte (anos 70), a Conceria Tirrena expande ainda mais a gama de produtos, bem como o volume de negócios. Agora cobre também os forros a partir de cabra, ovelha e vaca. A entidade jurídica da Conceria Tirrena Spa data desses anos (1973) e representa ainda o negócio da empresa.

A segunda metade dos anos 80 sinaliza a entrada de Mario na empresa, seguido por Donatella (segunda geração da família Giordani) que, ainda hoje, trabalha apaixonadamente e com um entusiasmo progressivo a fim de expandir o seu negócio e solidificar o que tem sido construído ao longo das décadas.

servizio_img

Em 1992, a empresa transferiu-se para Civitanova Marche (MC), sede atual, precisamente no coração do poder económico e produtivo crescente da área Macerata, sentido nesses anos. Quase em simultâneo com a criação de uma nova estrutura operacional, todas as conversões diretas dos produtos são encerradas e a CONCERIA TIRRENA torna-se por fim uma pura negociante à escala global, com a disponibilidade de mercadorias e o serviço a tornarem-se os fatores mais importantes – por vezes até mais importante do que o produto em si, de forma a estabelecer uma presença no mercado lucrativa e permanente.

É neste período que a indústria tem de lidar com as questões ambientais mais rigorosas, impactantes e vinculativas, a fim de proteger o consumidor final, (a indústria dos curtumes é uma área extremamente crítica, neste sentido). Além disso, em simultâneo, o departamento de vendas tem de enfrentar a deslocalização das empresas de fabrico da indústria do calçado, que se transferem para os países em desenvolvimento, particularmente para a Europa de leste e Ásia.

civitanova

A CONCERIA TIRRENA estrutura a empresa em ambos os lados, com um departamento dedicado à resolução de questões técnicas/químicas relacionadas com o produto em si, e outro dedicado a requisitos personalizados específicos para a introdução de mercadorias na Comunidade Europeia e para exportação.

A partir de 2012 – 2013, graças ao crescimento estrutural consolidado e ao fortalecimento simultâneo do seu património, a empresa introduz gradualmente algumas variações às suas propostas de negócio, adicionado aos revestimentos tradicionais e enraizados um Projeto de Negócio inovador e cativante. Este projeto está interligado, mas é também totalmente diferente: “pele da parte superior”, operando sempre de acordo com a lógica de serviço e proximidade aos clientes, o que tem sido testado com sucesso em todos os anos anteriores.

servizio_img

A partir de Junho de 2016, a CONCERIA TIRRENA executa um procedimento domiciliado de desalfandegamento, tanto na importação como na exportação (oferecendo assim aos seus clientes uma redução de tempo substancial para as formalidades do envio) e prepara-se agora para receber a sua certificação AEO (Operador Económico Autorizado) para a qual a auditoria de autorização foi efetuada na primavera de 2016 para a primeira parte.

Com receitas estáveis à volta de 40 milhões de euros (mais de 35% de exportação), a CONCERIA TIRRENA S.p.A. é atualmente uma das mais importantes empresas de comércio puro de forros de couro no mercado europeu, graças à sua capacidade notável para evoluir e à sua atenção constante às necessidades constantemente em mudança dos clientes.

O desenvolvimento e a consecução dos objetivos relacionados com a satisfação contínua são assegurados pelos fatores-chave de sucesso que a CONCERIA TIRRENA e o seu grupo de trabalho têm sempre em mente, quando é altura de desenvolver ideias e tomar decisões:

civitanova

Aumento constante do número de produtos oferecidos (tanto em termos de itens como em termos de cores) e inovação de produto;Atenção obsessiva e abrangente no controlo de qualidade de mercadorias, começando na sua origem até à venda final, graças aos vários departamentos técnicos da empresa localizados nas mais cruciais áreas produtivas a nível global; Presença de vendas generalizada no mercado doméstico e europeu e presença de vendas crescente nos mercados emergentes, graças à participação regular em grandes feiras de negócios na Itália e no mundo; Adaptação contínua da organização empresarial aos novos objetivos de desenvolvimento; Fortalecimento constante e contínuo dos seus ativos, graças aos quais a companhia conquistou independência financeira e decisória, caraterísticas essenciais num mundo frequentemente volátil e fluído.Investimento contínuo na otimização de processos e racionalização de procedimentos, graças aos sistemas automatizados de controlo e gestão, tanto nas práticas operacionais como nas contabilísticas.